Em Curiosidades Viver

Ajude a salvar os azulejos portugueses


Estação de trem de Pinhão - região do Douro

Tráfico de orgãos, pessoas, animais, plantas, etc, etc, etc. Existem vários tipos de tráficos, mas um que anda afetando diretamente aos viajantes que vão conhecer um dos símbolos da cultura portuguesa é o tráfico de azulejos portugueses.

Reza a lenda que o rei D. Manuel I no século XV foi a Espanha e ficou encantado com o revestimento interno das localidades visitadas. Retornando a Portugal, algumas obras foram selecionadas para que seus interiores fossem recobertos de azulejos.

Nesta época os azulejos ainda tinham tendências islâmicas, com muitas formas geométricas, como pode ser observado nas images do palácio de Sintra.


Palácio de Sintra

Com o avanço das navegações portuguesas, os temas dos azulejos começaram a ser modificados para retratar a glória obtida e os costumes da comunidade portuguesa e assim continuam até hoje.


Azulejos recobertos na estação de trem de São Bento - Porto - Portugal

E para a tristeza de muitos, já a algum tempo essas obras de arte que muitas vezes estão ao ar livre a disposição de todos em uma esquina portuguesa, estão sendo depredadas e pilhadas. Não é difícil ver coleções inteiras de azulejos que são roubadas e vão parar nas mãos de colecionadores privados.


Roubado

Para tentar coibir essa prática o Projeto SOS Azulejo mostra fotos dos azulejos roubados e dicas de sua localização. Ajude esse projeto a reverter essa situação. Se você souber da localização de alguma peça, por favor, denuncie.


Fica a dica desse excelente projeto.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário