Em Notícias

Tchau, tchau Sócrates



O primeiro ministro de Portugal renunciou hoje após o parlamento português ter rejeitado (chumbado) mais uma vez a proposta para ajuste fiscal proposto pelo governo.


Afirmando que não haverá maneira de governar sem a aprovação da proposta de ajuste fiscal, José Sócrates continuará no a frente do governo com poderes limitados até que ocorram as eleições que devem ser convocadas pelo presidente Cavaco Silva.


A previsão é que o processo todo dure em torno de três meses, uma vez que o presidente tem 55 dias para solicitar as eleições e após ainda haverá o processo de apuração.


O certo é que a população em sua grande maioria estão fartos da política severa que reduz benefícios já adquiridos pelo povo e enfrenta uma das piores fases de recessão de sua história. Os portugueses realmente gostariam de uma mudança, mas se elas irão realmente ocorrer só o tempo dirá. O que há de concreto é que o governo português se comprometeu com a UE de maneira a reduzir o déficit e terá de cumprir de alguma forma. A única certeza no momento é que no final sempre o povo pagará a conta.


Todos esperamos que após a fase de tormentas Portugal venha colher a prosperidade. Para fechar esse post, nada melhor que o início do hino português:

"Heróis do mar, nobre povo, nação valente, imortal, levantai hoje de novo o esplendor de Portugal!"

Referências (imagens):
http://produtooficialnaolicenciado.blogs.sapo.pt/29946.html
http://www.24horasnewspaper.com/mostranews.php?l=10004
http://koisasiiloisas.blogspot.com/2011/03/rasca.html
http://cronicasdelumiere.blogspot.com/2011/03/geracao-rasca.html
http://madeiraminhavida.blogspot.com/2007_11_01_archive.html

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário