Em Planejamento Viver

Cuidar da saúde em Portugal.


Desde 1995, o Acordo de Segurança Social/Seguridade Social entre Brasil e Portugal proporciona, entre outros benefícios, proteção na área da saúde aos cidadãos brasileiros em Portugal e cidadãos portugueses no Brasil.

Para quem tem o INSS pago, é só solicitar o formulário PB-4 e pronto. Tem direito a usar os serviços da saúde pública em Portugal também. O Portal Consular explica direitinho e a Embaixada de Portugal no Brasil também.

Quem não tem o INSS pago, basta apresentar um convênio de saúde com abrangência internacional. Eu não tinha o INSS, pois havia um ano que estava desempregada e particularmente não paguei o INSS. Sendo assim, cheguei aqui com o convênio particular. Mesmo com o convênio particular, é possível dirigir-se a Junta de Freguesia da sua residência e solicitar seu cartão de utente, que é o cartão que dá-lhe acesso a assistência de saúde pública. Leve sua carteira de vacinação, comprovante de morada e o título de residência.

Antes de chegar ao hospital público, geralmente, é preciso passar no médico de família, que é o médico que fica no posto médico junto a sua freguesia (bairro). Através dele que se é encaminhado, se necessário, ao hospital.

Devido a uma suspeita de esclerose múltipla, desde Janeiro estou me tratando pelo Hospital Santa Maria (maior hospital público de Lisboa). Os médicos foram muito atenciosos, tive contato com enfermeiras cuidadosas e parece-me tudo muito organizado. Está funcionando bem comigo.

Meu amigo no ano passado, inesperadamente, precisou se internar devido uma apendicite. Foi para lá que ele foi. Operaram o rapaz e ele ficou ótimo.

O hospital cobra umas taxas moderadoras de €3,50 por consulta ou €1,00 por exame de colesterol, por exemplo, mas as taxas moderadoras nem sempre são cobradas e há alguns caso que são isentas.

Também tive contato com o Hospital CUF, particular. Todo bonito e também eficiente. Paguei €90,00 por uma consulta com um renomado neurologista. Em São Paulo, ele me custaria no mínimo, uns R$600,00.

Fiz ressonância magnética em Caselas numa clínica particular e na Cruz Vermelha. Ambas foram espetaculares. Sendo a Cruz Vermelha melhor em termos de conforto e atendimento. A ressonância de Caselas foi particular e custou-me €500,00. No Brasil custaria R$2.500,00.

Os remédios também são mais baratos por aqui. Meu anticoncepcional, que pagava em São Paulo R$30,00, aqui pago apenas €5,00.

Sobre assistência médica, infelizmente ou felizmente, posso relatar com propriedade, pois no momento estou cuidando da minha aqui em Portugal. Infelizmente, por ter uma suspeita de esclerose múltipla, que espero ficar só na suspeita e não se confirmar. E felizmente, por ter acesso ao sistema de saúde público, onde quase não tenho despesas e sou tratada com todos os cuidados necessários e atenção dos portugueses que me atenderam.


É claro que nem tudo são flores. Já vi fila de velhinhos na calçada da Junta de Freguesia as 7h da manhã (num dia de inverno) aguardando sua vez a serem atendidos. 

Uma ressonância magnética pelo sistema público pode demorar até 2 anos para ser autorizada. O Santa Maria precisa de reformas, pois há áreas (muitas áreas) em mal estado de conservação. Há reportagens na televisão sobre falta de médicos no interior do país, deixando seus moradores sem nenhuma assistência. Hoje mesmo, a TVI noticiou sobre a carga horária de trabalho excessiva dos médicos em Portugal.

Muitas dúvidas surgem quando pensamos sobre saúde, ainda mais no exterior. Aqui no Conexão Portugal, esse assunto já foi abordado em janeiro no artigo sobre Acordo de Equiparação de Benefícios.

Entre tantas dúvidas, fico tranquila em relação a saúde em Portugal. Apesar das dificuldades locais que existem também em outros países, aqui sinto-me acolhida, tratada e segura.

Abraços direto de Lisboa.
Debora Midori

Postagens Relacionadas

5 comentários:

  1. Sei que o post é antigo, mas gostaria de saber se vale a pena minha mãe se tratar em Portugal e estou procurando dados. Ela tem um tumor cerebral e faria ressonâncias pelo menos uma vez ao ano. Será que vale a pena nos mudarmos? Ela é portuguesa, e eu tenho cidadania. Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,
      Você deve saber sobre a situação financeira de Portugal no momento. As coisas andam difíceis até para a área de saúde, que vem sofrendo cortes de orçamento.
      Como eu não sou médico e conheço pouco a estrutura médica em Portugal (nunca fui em um hospital lá), acho interessante você perguntar a quem realmente possa lhe ajudar nessa área. Existe uma associação de apoio a brasileiros no Porto chamada de Mais Brasil.
      Entre em contato com eles e peça uma ajuda, já que eles apoiam diversas pessoas, devem saber a real situação para realizar um tratamento por lá. Os dados da AMB são:

      Rua do Campo Alegre, 1577 - loja 60 PORTO 4150-182 (Edifício Comercial Residencial Campo Alegre, próximo ao Hotel Ipanema)
      Telefones: 222 018 325
      Telemóveis: 93 395 4343 - 91 104 8199
      Nosso Site: www.maisbrasil.pt
      Blog: http://a-maisbrasil.blogspot.com
      Email: geral@maisbrasil.pt

      Espero que ajude e melhoras para sua mãe.
      Francisco

      Excluir
    2. Obrigado pela ajuda Francisco. Desculpe a demora em agradecer.

      Excluir
  2. Boa noite! Gostaria que me tirassem uma dúvida,meu marido e meus filhos tem Cidadania Portuguesa,ele vai se aposentar pois esta com 63 anos e eu 54,para que nossos filhos,tenham uma qualidade melhor de ensino,e com certeza mais segurança do que aqui no Brasil,iriamos viver da aposentadoria .A minha pergunta é eu já tive Ca de tiroide,e meu marido tem problemas de pressão e diabetes,eu tomo hormônio diariamente por causa da tireoide.A minha pergunta é iriamos ter uma vida tranquila com relação a saúde publica que nos oferece hoje Portugal? A vontade de ir embora é imensa,mais temos que nos precaver além de termos filhos,não somos mais jovens...Obrigada

    ResponderExcluir