Em Comidas

Os Bolos Portugueses

Vitrine de uma pastelaria/confeitaria lisboeta

A gastronomia portuguesa é indiscutivelmente reconhecida e apreciada nos quatro cantos do mundo. E uma parte dessa respeitável gastronomia é representada pelos doces portugueses. Não consigo imaginar um português longe de um cafezinho e um pastel de natas, por exemplo. Tanto é que um dos maiores embaixadores da cultura portuguesa no exterior são os pastéis de Belém.


Dedico este artigo aos doces que nem são tão famosos assim no exterior, mas que são presentes no quotidiano dos portugueses no país inteiro: os bolos de Portugal.

São bolos que não são feitos em casa, nem as mães e nem avós sabem os fazer. É a pastelaria semi-industrial portuguesa que os produz todas as madrugadas em dezenas de pastelarias e pequenas unidades industriais espalhadas por todo o país, sempre da mesma forma. Ao contrário da “alta pastelaria” francesa e do centro da Europa, ou das exóticas especialidades asiáticas, não há nada de sofisticado nesta pastelaria.*

Vamos ficar com água na boca?

Queque

Guardanapo

Na Internet é fácil encontrar uma lista com mais de exemplos de bolos portugueses encontrados por todo o país. O meu favorito? Bolo de Arroz.


Mas confesso manter-me firme no processo de degustação e seleção.

Abraços de Lisboa.
Debora Midori
* Texto encontrado em Fabrico Próprio e adaptado por Debora Midori.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário