Em Comidas Lisboa

Caracóis. Você tem coragem?


O mês de agosto é o auge do verão em Portugal, todo mundo aproveita para desfrutar os longos dias em uma agradável esplanada. De preferência, acompanhado por uma cerveja gelada e um prato de caracóis. Caracóis?!

Sim, senhor! Muito popular na gastronomia lusa, é comum degustá-lo na cozinha do Sul: em Lisboa, Vale do Tejo, Alentejo e Algarve. Na tasca mais simples ao restaurante mais requintado, os caracóis estão presentes e seus fãs também.

Apesar do consumo em grande escala, ainda há poucos produtores em Portugal, o que faz que o seu pratinho de caracol seja geralmente oriundo do Marrocos, da Hungria e da Turquia. Já a Itália e a França produzem há mais de três décadas. Sem contar que existem registros que o caracol é consumido pelo ser humano desde a época do Paleolítico.

Sua carne magra, de fácil digestão, rica em proteínas, cálcio, ferro e sais minerais, é recomendado para grávidas e mulheres que estão amamentando. Ele também é usado na cosmética, por sua baba ajudar a regenerar a pele humana. Existe até caviar de caracol!
Para ser sincera, até hoje tive medo de colocá-los na boca. Engolir então, nem se fala.
Mas depois de saber que o processo de preparo consiste em deixar os bichinhos dez dias em jejum e que eles são lavados quase a exaustão, para ficarem realmente limpinhos, todos os benefícios que o caracol possui para nossa saúde já deixa-me curiosa em relação a essa iguaria.
Quem sabe com uma boa cerveja ou um vinho de qualidade para torná-lo mais gourmet, talvez eu crie coragem? E você, tem coragem?

Um abraço de Lisboa.
Debora Midori
* Curiosa para entender de onde vem esse costume, fui procurar mais informações e encontrei um artigo de Joana Ramos Simões, publicado no Fugas de 02.06.08. Todas as informações aqui presentes são provenientes de seu artigo, que está disponível neste link. Obrigada a Joana pelo excelente artigo.

Imagem do caracol no início do post: https://en.wikipedia.org/

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário