Em Curiosidades Viver

Por que Portugal?

Barco Rabelo e foz - Porto

Quando você está em uma roda de pessoas batendo papo e perguntam o que você faz, normalmente a resposta é a sua profissão, certo? Para mim também era até criar o Conexão Portugal. Agora, quando me fazem essa pergunta eu respondo a minha profissão e um sonoro "e blogueiro".

Taxi preto - clássico português

Engraçado como as pessoas nem ligam mais para a minha profissão quando eu falo a segunda palavra. E isso é muito bom! Daí começam as perguntas: "blog de que?", "Você fala de comida?", "Poxa, eu vou viajar, me dá umas dicas", "tem um primo meu que sabe tudo de Portugal..." e por aí vai.

Rua de Santa Catarina - Porto

Passada a fase do reconhecimento, normalmente começa um papo sobre colonização, exploração do Brasil por Portugal, xenofobia, que tudo lá é muito parecido, que não tem o que se ver, educação do povo, é melhor ir pra Paris ou Itália e por aí vai.

Douro - A imagem que foi fundo do Conexão Portugal por um ano...

Na verdade é nessa hora que mostrar o que você sabe sobre a cultura portuguesa, correlacionar fatos e aguçar a curiosidade das pessoas faz com que muitas idéias e preconceitos mudem. Falar das belezas dos locais, das comidas, do bacalhau, dos vinhos, dos passeios, do jeito único de viver e receber as pessoas faz com que as mentes vão se aquietando e dando lugar a mais e mais perguntas.

Descanso no muro do castelo de Guimarães

Quando as pessoas estão receptivas a ouvir, a história passa a ser outra. Por favor, só mais uma coisa: esqueçam a colonização! Já se passaram mais de 500 anos. O que ficou pra trás, ficou. Os erros foram cometidos no passado e o que é ensinado nas escolas faz com que cada brasileiro cresça com antipatia (para não dizer raiva) de Portugal.


É possível resistir a uma francesinha no Porto?

Todos os países exploraram suas colônias e Portugal não fugiu a regra. Pensem no belo país que é Portugal e tudo que ele pode oferecer de bom a quem deseja visitá-lo ou provar um pouquinho, mesmo que seja uma taça de vinho, comprado no supermercado.

Jardim de Santa Bárbara - Braga

Quando começam as perguntas para testar o conhecimento vem à parte mais legal. Esteja afiado em geografia, política e história, pois o jogo vai começar! Quase todo brasileiro tem uma ascendência portuguesa na família. Seja de 1º, 2º ou 3º grau, tem sempre um primo, um tio, uma avó que era Português. Daí começam as perguntas: "Minha vó fazia uma sobremesa com macarrão fininho que eu não gostava muito. Qual é o nome dessa sobremesa?" Veja bem, eu não tenho nem nunca tive a pretensão de saber tudo de Portugal, por isso, muitas coisas eu não sei responder, mas não me incomodo em pesquisar e perguntar para portugueses nativos o significado do assunto em questão.

Quem não se apaixona com uma vista dessas? Douro acima... - Peso da Régua

E assim a coisa vai se desenrolando: "como fazer um salpicão", "como se faz vinho? e azeite?", "já comeu tal coisa?", "sabe a origem dos doces?", "o que mais tem lá além de vinho e azeite?", "onde está o ouro que nos roubaram?", "como nasceu Portugal?", "qual cidade devo ir primeiro: Porto ou Lisboa?", "quantos dias pra Portugal?" e por aí vai. Se não sei, falo que vou pesquisar e depois coloco aqui, no Conexão Portugal, que além de servir de uma memória histórica pra mim, é fonte de pesquisa para outras pessoas.

Santuário de Fátima

E para que esse texto? Para incentivar você, amigo leitor (a) que chegou até aqui a ler, conhecer e se aprofundar em algo que goste e que passe adiante. Como um professor, temos o dever de falar com os outros e mostrar nossa paixão por algo ou alguém, e mostrar o caminho para que as pessoas façam o mesmo.

Os vinhos.. Ah, os vinhos...

Compartilhar é muito bom. Falo isso, pois escrevo, quando posso, deixando espaço para um debate ou uma pesquisa mais profunda e garantindo assim sempre uma boa prosa ou alguns comentários.

Mosteiro de Santa Luzia - Viana do Castelo

Todos gostam de viajar e conhecer coisas novas. Se você incentivar isso nas pessoas, você terá sempre amigos interessantes, boa conversa e muita, mas muita história para contar.

Clubes e associações lusas existem pelo Brasil inteiro. Entrem e conheçam. Comam, bebam, falem! Aproveitem o ano de Portugal no Brasil e vejam que existem mais semelhanças entre nós e os "tugas" do que imaginam.

Aletria - O tal doce

E a propósito, o tal doce de macarrão é a Aletria. Para mim, uma delícia!

Ah, e antes que alguém pergunte, não coloquei fotos de Lisboa porque amo o Porto e o norte de Portugal. Mas se vocês pesquisarem na internet, acham fácil, fácil... :)

Um grande abraço a todos,

Francisco - Editor

Postagens Relacionadas

7 comentários:

  1. Francisco, adorei seu post. Parabéns e por favor, continue partilhando as maravilhas desse Portugal que tanto amamos. Beijos. Debora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Débora. Por falar nisso, faz tempo que você não escreve por aqui. Que achas de voltar? :)

      Excluir
  2. Oi Francisco! Sou portuguesa e gostei imenso de ler este texto. A verdade é que existe antipatia e preconceito de ambos os lados (Portugal e Brasil) mas eu gosto de pensar que a maioria das pessoas não pensa assim. Blogs como o seu são ferramentas contra a "desinformação", parabéns :) Vou seguir! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Francisco, Gostei de suas dicas. Pretendo ir a Portugal no final desse ano(2013 ). Preciso de habilitação internacional para dirigir em Portugal, ou a minha brasileira serve??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá no DETRAN do seu estado e peça o PID ( PID – Permissão Internacional para Dirigir ).
      E diga qual país que pretende dirigir...

      Excluir
  4. olá estou indo a Portugal, tenho um noivo em Portugal e sou do Brasil e foi comprada a passagem apenas de ida, e estou preocupada com isso, pois em breve vamos nos casar ai, já tirei o passaporte então estou confusa que documentos devo levar e o que faço para não ser deportada e a primeira vez que vou a Portugal? ele vai me enviar a carta de convite pra mim, e um documento autenticado no cartório do termo de responsabilidade que garante alimentação e alojamento o que eu preciso mas? urgente

    ResponderExcluir
  5. Com relação a se ensinar na escola fatos ruins em relação à Portugal, na minha época era realmente assim (tenho 60 anos)...
    Mas, hoje, as escolas têm uma política de ensino com muito mais tolerância...
    Nós, brasileiros, tivemos muitas coisas boas feitas aqui por portugueses... principalmente quando os reis de Portugal vieram para o Brasil fugindo de Napoleão...
    O Imperador Dom Pedro II foi um grande monarca... fez coisas excelentes pelo país..mas é um tanto quanto incompreendido, pois era da realeza... Hoje, quem dera o Brasil tivesse uma monarquia parlamentarista, com um monarca do porte de D. Pedro II..
    Hoje, nós brasileiros temos Portugal como destino de chegada à Europa, pois somos tratados com grande consideração...Eu mesmo estou finalizando meu processo de nacionalização da cidadania portuguesa.. não pretendo morar em Portugal, mas é um presente que quero deixar para meus filhos e netos: a chance de serem cidadãos portugueses...
    Ah... em relação ao doce com macarrão fininho... nossa... eu morei 4 anos com minha avó paterna, que era portuguesa... e ela SEMPRE fazia esse doce: aletria..
    Eu detestava o doce, mas comia tudo e ainda por cima, tinha que elogiar.. aí, ela falava para comer outro... rsrs...era esse e o tal do arroz doce.. que eu também detestava, mas tinha que comer, para não fazer desfeita... afinal, eu estava na casa dela...

    ResponderExcluir